Desafios Estratégicos

Os grandes desafios da Associação de Amigos das Forças Armadas Portuguesas – AFA:

1.     Ampliar a cultura de partilha: a cultura de partilha foi identificada como um dos principais desafios a enfrentar pela Associação e os seus associados. Valorizando a sua diversidade, promovendo o diálogo e as parcerias, criando – com as demais entidades parceiras –, sinergias diferenciadas e convergentes de intercâmbio;

2. Sustentabilidade Organizacional:

            2.1. A capacidade de sustentabilidade organizacional emerge de uma estrutura organizativa sustentável a nível financeiro e organizacional. Esta capacidade abrange um ímpeto interno para que a Associação seja cada vez mais uma referência a nível de transparência e da competência do seu trabalho;

           2.2. Melhorar a sua eficácia através de critérios éticos, comportamentais, organizacionais e de acção. Construir mecanismos de partilha de recursos, de alianças e busca dos respectivos recursos

A.1 – Princípios analíticos de trabalho: buscar-se-á a sistematização de princípios analíticos para o estudo, investigação e elaboração de propostas e projectos conducentes a uma metodologia uniforme, na senda dos seguintes princípios:

·         Criação de sinergias diferenciadas e convergentes de intercâmbios;

·         Divisão dos esforços através de parcerias de conhecimentos;

·         Proporcionar uma visão global das peculiaridades de cada país da CPLP, permitindo o seu conhecimento e compreensão estratégica.

A.2. – Áreas de intervenção e investigação e desenvolvimento [I&D]:

a) Grandes Áreas: Forças Armadas; História e Cultura; Ciência e Tecnologia; Comunicações; Indústria; Educação – Cidadania para a Defesa Nacional e Soberania.

b) Áreas específicas: pólos de poder; Europa: espaços emergentes; CPLP – Espaços emergentes; globalização; Estratégia Política; macro-mercados e nações; regionalização; novas questões do Estado; projecto nacional; Estratégia empresarial; concepção estratégica nacional; potencialidades; vontade nacional; Plataforma Continental e ZEE – Zona Económica Exclusiva.  

Questões Teórico-Metodológicas

1) Estratégia Militar:

·         Projeto de força no pós-Guerra Fria;

·         Horizontes de uso das Forças Armadas no plano internacional;

Papel de paz das Forças Armadas, o policiamento dos Estados e o narcotráfico;

Indústria e tecnologia – o problema do equipamento: “make or buy”?

2) Estratégia Política

·         Apresentar os elementos relevantes que podem configurar hipoteticamente a estruturação de um modelo político para o século XXI;

·          Adopção de um modelo político universal ou a coexistência de sistemas políticos diferenciados?

·         Qual a contribuição dos “mass media” para configuração de um sistema universal que englobe a particularidade e singularidade de sistemas políticos diferenciados;

·         Quais as acções determinantes que legitimam a adopção de estratégias no campo político?

3) Estratégia Empresarial:

·         A estratégia empresarial no contexto da CPLP;

·         A estratégia operacional (estratégia da manufatura), tendo em consideração as culturas empresariais vigentes nos cinco continentes. Perspectivas para Portugal no século XXI;

·         As dificuldades metodológicas na formulação e implementação do planeamento estratégico das empresas nos diferentes ambientes culturais e, em especial, em Portugal;

·         Os rumos teórico-metodológicos na formulação das estratégias de empresas no sector de serviços.

Competição, Cooperação e Conflito

1) Pólos de Poder:

·         Apresentar a sua perspectiva sobre o actual sistema internacional e as premissas que orientam a sua sustentação;

·         A partir dessa panorâmica geral, e a sua percepção, apresentar um quadro sobre os aspectos tendenciais na evolução do sistema internacional;

·         Competição, cooperação e/ou conflito nas relações entre os pólos de poder.

2) União Europeia e os pólos de poder:

·         Discorrer sobre as relações entre os pólos de poder e o mundo em desenvolvimento;

·         Destacar os aspectos que envolvem o relacionamento entre os pólos de poder e a CPLP;

·         Apresentar a sua visão sobre as relações entre os grandes blocos económicos e Portugal.

3) CPLP e os espaços emergentes:

·         Analisar as relações entre os países da CPLP para uma possível estruturação de um bloco dinâmico;

·         Analisar as relações entre este bloco e outros espaços emergentes num mundo em desenvolvimento, considerando a competição, a cooperação e o conflito;

·         Avaliar a viabilidade da constituição de um novo pólo de poder integrado pelos países da CPLP, ressaltando, em particular, o papel que o Portugal deva desempenhar.

4) Portugal e os espaços emergentes:

·         Analisar, sob a óptica da competição, cooperação e conflito, as relações de Portugal com outros pólos dinâmicos em desenvolvimento;

·         Avaliar a formação de possíveis alianças visando a reestruturação da ordem político-económica e social do mundo;

·         Apresentar as variáveis mais relevantes para o desenvolvimento auto-sustentado de tais espaços emergentes.

Desafios do «Estado-Nação»

 

1) Globalização:

·         Sentido, ritmo, abrangência e escopo da globalização;

·         Entraves e limitações à globalização num curto prazo;

·         Pressões estruturais da globalização sobre o estado-nação;

·         Pressões dos actores globais sobre o estado-nação;

·         Permanência e modificação do estado-nação perante a globalização;

·         Empresas, governos e sociedades no processo de globalização (globalização tecnológica, produtiva, comercial, decisória, etc.);

·         Globalização, regionalização e o estado-nação.

 

2) Regionalização:

·         Sentido, ritmo, abrangência e escopo da regionalização;

·         Modalidade de regionalização;

·         Entraves e limitações à regionalização;

·         Pressões estruturais da regionalização sobre o estado-nação;

·         Pressões dos actores regionais sobre o estado-nação;

·         Permanência e modificação do estado-nação face à regionalização;

·         Regionalização, globalização e o estado-nação.

        

          3) Macro-mercados e nações:

·         Dimensão internacional e dimensão transnacional dos macro-mercados;

·         Sentido, ritmo, abrangência e escopo dos macro-mercados;

·         Diferenças estruturais entre os macro-mercados;

·         Macro-mercados, globalização e regionalização;

·         Macro-mercados transnacionais e mercado nacional;

·         Regulamentação dos macro-mercados.

 

           4) Novas questões do Estado:

·         Representação num mundo globalizado;

·         Regulamentação, normatização e fiscalização num mundo globalizado;

·         Formulação, decisão e acompanhamento de directrizes num mundo em globalização;

·         Os Estados na dinâmica internacional e transnacional.

 cidadania Associação dos Amigos das Forças Armadas 2

Reserve a sua participação.

Cidadania na Defesa e Segurança Nacional

Um projeto de investigação e formação na CPLP e Europa

Envie-nos o seu artigo

Deseja ver o seu artigo publicado na Associação dos Amigos das Forças Armadas Portuguesas? Envie-nos o seu artigo por através de email para: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. . Após ser revisto e aprovado procederemos à publicação.